É possível conhecer Santiago e o Deserto do Atacama em uma só viagem?

É possível conhecer Santiago e o Deserto do Atacama em uma só viagem?

  • Por Juliano Dellefrate da Silva
    .
  • .

A resposta para essa pergunta vai depender principalmente de uma palavra: tempo.

Ambos os destinos possuem muitos pontos turísticos que merecem ser explorados, por isso é importante saber quantos dias deverão ser dedicados a esses dois lugares com belezas únicas.

Vamos considerar que o ponto de partida no Brasil será os aeroportos do Rio de Janeiro ou São Paulo. O tempo de viagem até Santiago do Chile variará em torno de 3h30 a 4h. Você pode optar por começar sua viagem por Santiago ou Deserto do Atacama, não há regra.

Para efeitos práticos, nosso primeiro destino será o Deserto do Atacama.

Chegando no aeroporto de Santiago, após fazer todos os tramites legais no setor de imigração, você se dirigirá para área de embarque nacional para tomar o voo em direção à cidade de Calama, a principal porta de entrada para o deserto. É importante levar em conta que Calama está distante 1.600 km de Santiago (sim, não é perto). Em média, são 2h30 de voo até o Aeroporto El Loa. Nosso destino ainda está a 100 km da cidade de Calama. A principal cidade turística é a pacata San Pedro de Atacama, com aproximadamente 5.000 habitantes. Para chegar até lá, a recomendação é contratar um serviço de transfer, que te levará do aeroporto até San Pedro do Atacama. Apesar de ser uma cidade pequena, há muitas opções de hotéis, hosteis e pousadas, dos mais variados preços, além de museus, feiras de artesanatos e restaurantes.

Os principais pontos turísticos estão espalhados pelo Deserto do Atacama. Destacamos os Valles de La Luna y de La Muerte, Geyseres del Tatio, Laguna Cejar, vulcões da região, Termas de Puritama e o tour astronômico (realizado à noite). Todos esses passeios começam bem cedo e se estendem até a tarde, sendo assim, seu dia será mais produtivo se utilizar a noite para conhecer os restaurantes e bares da região.

É importante destacar também que, pelo fato de ser um deserto, as temperaturas variam muito durante o dia. No inverno, por exemplo, as temperaturas mínimas se aproximam de 0°C (lembrando ainda que a sensação térmica pode ser bem mais baixa) e no verão as máximas chegam perto dos 30°C. Sendo assim, 5 dias dedicados ao Deserto do Atacama é o recomendado para disfrutar das belezas surreais desse lugar ímpar.

Agora vamos para segunda parte da viagem. Saindo de Calama para Santiago são 2h30 de voo. Chegando no Aeroporto Internacional Artuno Merino Benitez, o recomendável é contratar um serviço de transfer, uber ou até mesmo um ônibus que te leva até a estação de metrô Pajaritos, Los Heroes ou Universidad de Santiago, todas na Linha 1 – vermelha. É importante frisar que os serviços de transporte por aplicativo como Uber, Cabify, Didi, não são regulamentados no Chile.  Uma dica de extrema importância é evitar pegar taxi, uma vez que turistas são frequentemente enganados com golpes aplicados por motoristas com índole duvidosa (não generalizando, mas acontece muito).

Uma vez hospedado, é hora de explorar Santiago e seus arredores. Podemos listar vários passeios que de certa forma são obrigatórios, mas falaremos dos mais importantes e procurados. Entre eles, podemos listar como sim ou sim os tours de Valle Nevado e Farellones (ainda que não tenha neve, a paisagem é deslumbrante), Portillo, Cajon del Maipo e Termas de Colina, Valparaíso e Viña del Mar e alguma das inúmeras vinícolas espalhadas pelos vales de Maipo, Pirque, Casablanca ou Colchagua. Além de conhecer os arredores de Santiago, uma super dica de roteiro é conhecer a própria cidade de Santiago, que tem muito a oferecer. São tantos pontos turísticos, que podemos separar dois dias inteiros para visitar Cerro San Cristóbal (funicular e teleférico), Cerro Santa Lúcia e Feira de Artesanatos, Plaza de Armas, Palácio La Moneda, Templo Bahai, Paseo Bandera (rua colorida), Mercado Central, Shopping Costanera Center e museus (que também são inúmeros, sendo os mais visitados o Museu PréColombino, Bellas Artes e Histórias Naturais).

Não podemos deixar de falar também do que Santiago oferece para os amantes da vida noturna, tanto para aqueles que gostam de restaurantes, bares ou baladas. Um ponto da cidade que oferece tudo isso é a região do Pátio Bellavista, onde há uma infinidade de restaurantes especializados em carnes, frutos do mar, bares e até mesmo baladas para todos os tipos de gosto. Outros atrativos noturnos são o jantar dançante do restaurante polinésio Bali Hai  especializado em comida chilena.

De maneira geral, para aproveitar bem Santiago e seus arredores, podemos sugerir de 6 a 7 dias na capital chilena.

Como vocês viram, o Chile oferece uma infinidade de atrativos. Como foi abordado no primeiro paragrafo, o que vai guiar sua viagem será principalmente o tempo, a quantidade de dias disponíveis para recorrer os pontos turísticos. Fazendo um apanhando, podemos considerar: 1 dia no trecho Brasil-Santiago-Calama-San Pedro de Atacama; 5 dias para realizar os tours no deserto; 1 dia no trecho San Pedro de AtacamaCalama-Santiago; 7 dias destinado aos passeios de Santiago e região e por último 1 dia no trecho Santiago-Brasil. Somamos então 15 dias de uma viagem sensacional.

Agora, se você não dispõe desse tempo, a saída será ser exigente na escolha dos passeios indispensáveis para enxugar o roteiro e realizar a viagem de modo que caiba no seu cronograma.

É essencial que você pesquise e escolha bem a agência de viagens que disponibilizará os pacotes de turismo. Além de pesquisas online, mantenha contato com o local e tire todas as suas dúvidas. Quem quer viajar de uma forma mais simples e segura contrata os serviços de agências de viagem referenciada. E lembre-se de sempre contar com a Turistando Chile!

NEWSLETTER

Inscreva-se e receba nossas novidades, promoções!